Tabela de mesada por idade: como calcular o valor ideal

9/20/2021

Mesada por idade: como calcular o valor ideal

Calcular a mesada ideal para os filhos pode parecer um desafio para os pais. Mas é simples! É recomendado que o valor varie de acordo com a idade da criança ou adolescente. Mas esta não há uma regra fixa, visto que o valor da mesada deve ser estipulado de acordo com a realidade financeira de cada família. 


Para te ajudar a estabelecer o melhor valor, vamos dar algumas dicas e disponibilizar uma tabela de mesada por idade.


Veja como estipular um valor para a mesada educativa de acordo com a faixa etária:

De três a cinco anos

A partir dos três anos, a educação financeira para crianças já pode começar. Como nessa idade elas ainda são muito pequenas para gerir o próprio dinheiro, não há uma tabela de mesada por idade para seguir. A recomendação é apenas fazer com que elas se familiarizem com o dinheiro e seu valor. 


Por isso, a melhor forma é apresentar o dinheiro, o que são as moedas, notas, cartões e explicar que cada cor e tamanho diferente têm valores diferentes. Mas não deixe nem as moedas nem as notas com as crianças! Nessa idade elas ainda não precisam manusear o dinheiro e deve-se tomar cuidado principalmente com as moedas para que não coloquem na boca.


Nessa faixa etária, você pode dar o primeiro cofrinho e mostrar o dinheiro antes de colocar lá para a criança. Este cofrinho pode ficar, inclusive, sob a responsabilidade dos pais e ser “abastecido” uma vez por semana ou como recompensa. Dessa forma, já se começa a plantar as primeiras sementes sobre educação financeira e a importância de poupar desde cedo. 

De seis a onze anos

A partir dos seis anos, as crianças passam a entender mais sobre o uso do dinheiro e o valor da mesada educativa pode aumentar. Para definir a quantia, uma sugestão é seguir a regra de R$1,00 por semana, multiplicada pela idade do filho.


Ou seja: uma criança de seis anos ganharia R$6,00 por semana, e a de onze, R$11,00 por semana. Porém, esta é apenas uma recomendação para se ter como base. O mais importante é dar a mesada no dia e valor combinado! A quantia deve ser adaptada conforme a realidade financeira de cada família. Seja qual for o cálculo adotado para definir um valor, deixar claro quando e quanto a mesada pode aumentar é interessante para fins educativos. 


A orientação é ainda manter a frequência semanal. Assim a ideia de ciclo é mais compreensível. 


Hoje em dia, é difícil que os pais tenham dinheiro físico em casa, quanto mais os valores quebrados, como R$6,00 ou R$9,00. A mesada digital com Powpay®️ pode ser uma solução!


É importante também ensinar quanto vale cada coisa. Ou seja, quanto e o que a criança pode comprar com aquele valor que recebe. Essa perspectiva desde cedo é importante para se planejar melhor no futuro. Isso significa desde juntar algumas semanas de mesada para comprar um item mais caro, quanto poupar dinheiro para o futuro.

A partir dos doze anos

A partir dos 12 anos, é recomendável que a mesada passe a ser mensal e o valor também deve ser conversado em família. Uma sugestão dos especialistas é aumentar o cálculo para R$3,00 por semana, multiplicado pela idade do adolescente. Ou seja, com 12 anos, a criança ganharia então uma mesada de R$144,00 por mês, de preferência no mesmo dia, até completar 13 anos. 


É importante também manter a comunicação aberta sobre o assunto e ouvir do jovem como ele pretende usar a mesada. Nessa fase os pais devem estimular ainda mais o pensamento de longo prazo com relação ao dinheiro. Para isso incentivá-los a ter metas financeiras para comprar algo mais caro, como o próximo celular ou videogame, com o próprio dinheiro e até mesmo investir uma porcentagem da mesada.


Veja abaixo uma sugestão de tabela de mesada por idade:





Com o Powpay, crianças e adolescentes podem estabelecer metas no aplicativo para juntar dinheiro com mais facilidade.


Quer conhecer mais sobre o Powpay️ e ser um dos primeiros a usar? www.powpay.com


Powpay️, consumo inteligente desde cedo.